Academia Ituana de Letras promove um encontro sobre o linguajar regional

No sábado (10), a partir das 11h, a Academia Ituana de Letras promoverá no Museu da Energia mais um encontro cultural, desta vez discutindo linguajar regional. A comunicação “Caipirês, uma língua de respeito” será feita pelo pesquisador Leonardo Silveira.

Seu levantamento de fontes sobre a família Silveira, em Itu, resultou no projeto de pesquisa “Pai rico, filho nobre, neto pobre: modo de vida e sistema sucessório de uma família paulista”, que desenvolve junto ao CEUNSP, onde é aluno do curso de História. A pesquisa foi recentemente apresentada na UNICAMP.

Leonardo Silveira é ituano. Cresceu entre a cidade e o campo, onde passou uma infância privilegiada no sítio da família, no bairro do Varejão, em Itu. Em 2015 publicou seu primeiro livro, “Contos de Roça e Sertão”, pela editora Giostri, reunindo causos recolhidos nas histórias de sua antiga família ituana.

Ao longo da pesquisa tem observado o linguajar local, seja nas entrevistas com moradores de bairros rurais, seja em documentos que revelam, além dos costumes caipiras, características muito particulares do falar de Itu. O encontro é aberto ao público e gratuito e acontece no Museu da Energia, localizado na Rua Paula Souza, 669. 

A Academia Ituana de Letras (Acadil) é uma associação de escritores fundada em 1992, composta de 40 Cadeiras, cujos patronos foram figuras de destaque na literatura local e regional. Os 32 membros atuais se dedicam à produção literária e estudos sobre a Língua Portuguesa e Literatura em geral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *