Alvo da Operação Lava Jato em Itu tem prisão revogada

O juiz eleitoral Marco Antonio Martin Vargas determinou a soltura na noite da última sexta-feira (24) do empresário e publicitário Mino Mazzamati, alvo em Itu da Operação Paralelo 23, terceira fase da operação Lava Jato junto à Justiça Eleitoral de São Paulo, na última quarta-feira (22). Mazzamati não chegou a ser localizado em seu endereço na cidade durante o cumprimento do mandado.

>>> Relembre o caso!

Além dele, tiveram a prisão revogada o fundador da Qualicorp, José Seripieri Filho, e Rosa Maria Garcia, donos de empresas por onde passou parte do dinheiro que teria sido pago irregularmente ao senador José Serra (PSDB) nas eleições de 2014, configurando crime de caixa dois.

Para Martin Vargas, da 1ª Zona Eleitoral de São Paulo, a permanência da prisão não é mais imprescindível para o sucesso das investigações. O juiz afirmou que os três suspeitos já foram interrogados e que os objetos a serem periciados já estão com a polícia, “não havendo qualquer risco de destruição ou ocultação”. As informações são da “Folha de S. Paulo”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *