Câmara de Itu aprova suspensão do recesso do mês de julho

A Câmara de Vereadores discutiu na terça-feira (16), durante a 19ª Sessão ordinária, o Projeto de Resolução Nº05/2020, de autoria da Mesa Diretora, suspende o recesso legislativo do período de 1º a 31 de julho de 2020. O projeto, aprovado por unanimidade, visa atender a população e as demandas da cidade neste momento de pandemia, mantendo assim os trabalhos legislativos de julho.

O vereador Macruz (PDT) enalteceu a proposta e lembrou da redução salarial aprovada pela Câmara recentemente para contribuir com o enfrentamento da crise. “Essa atitude é muito louvável da parte de todos vereadores dessa instituição”, disse ele.

Maria do Carmo Piunti (PSC) concordou com as palavras de Macruz e destacou que, com a suspensão dos trabalhos, fica mais fácil aprovar projetos que necessitem de urgência. Já Dito Roque (PL) reforçou que, mesmo com o recesso, os vereadores trabalham.

O Legislativo também aprovou, em segunda discussão, o projeto que autoriza a suspensão do recolhimento das contribuições previdenciárias patronais da Câmara ao regime próprio de previdência (Ituprev). Maria do Carmo, José Galvão (DEM) e Wilson da Farmácia (PSL) mantiveram o posicionamento do projeto dos servidores da Prefeitura e foram contrários.

Outros projetos
A Câmara ainda aprovou outros projetos, sendo dois deles em segunda discussão, de autoria de Thiago Gonçales (PL), que dispõe sobre a denominação do Espaço Público “Engenheiro Claudio Roberto Pires”, na Praça Washington Luiz, na Vila Leis. O líder do prefeito destacou a biografia do homenageado e comentou sobre a reforma do local, que não estava inclusa no projeto de revitalização da praça em frente ao Estádio Novelli Júnior, mas que a administração acabou incluindo.

O projeto que dispõe sobre a denominação de estrada municipal como Avenida Base Armalite, em homenagem à empresa homônima, de autoria de Ricardo Giordani (PL), foi aprovado com voto contrário apenas do vereador José Galvão – que já tinha sido contrário na primeira discussão.

Outra propositura em pauta foi o Projeto de Lei Nº43/2020, de autoria do Executivo Municipal, que determina as diretrizes para a elaboração e execução da Lei Orçamentária de 2021. O projeto em questão foi aprovado por unanimidade dos presentes em primeira discussão e volta a ser votado na próxima sessão, na terça-feira (23), às 16h.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *