CIS anuncia projeto para dar solução ao problema de abastecimento na Vila Ianni

Foto – Divulgação/CIS

A Vila Ianni tem problemas crônicos e históricos de abastecimento de água. Segundo a CIS (Companhia Ituana de Saneamento), sem os investimentos necessários, a demanda por água foi maior que a infraestrutura disponibilizada, atingindo também o abastecimento de outros bairros.

Para solucionar a questão de forma definitiva, a CIS apresentou projeto inédito na quinta-feira (23) em mais uma edição do “Prefeito no Bairro”. Dividida em três etapas, a proposta inclui a construção de uma nova adutora com 2,7 quilômetros a partir do reservatório Vila Rica; a construção de um novo reservatório de água tratada com capacidade para dois milhões de litros; e a instalação de uma bomba na rede com vazão de 150 litros de água por segundo.

O valor total da obra é estimado em R$ 4.271.861,54. Segundo a autarquia municipal, serão quase 21 mil munícipes beneficiados, já que as melhorias envolvem oito bairros de Itu: Vila Ianni, Vila Mariah, Chácaras Primavera, Vila Progresso, Portal de Itu, Vila Bandeirantes, Jardim Padre Bento, Vila Padre Bento.

“As obras começam ainda este ano. A Etapa 01, que trata da construção da adutora, entra no processo de licitação a partir de junho. Em novembro, as obras começam efetivamente para então inaugurarmos a rede em março de 2020”, explicou o prefeito Guilherme Gazzola.

Trajeto da Adutora que sairá do reservatório Vila Rica até a Vila Ianni

“Somente a adutora resolve o problema atual de distribuição e abastecimento de água da Vila Ianni e bairros da região. Na sequência, iniciamos as Etapas 02 e 03 – que foram planejadas já pensando no crescimento demográfico futuro da região”, destaca.

Para o superintendente da CIS, Vincent Menu, este projeto inédito é mais uma grande vitória do trabalho da companhia. “Desde que iniciamos a gestão da água em Itu ouvimos os apelos dos moradores da Vila Ianni, que até então não puderam ser atendidos”, disse.

“A CIS precisou optar por outros investimentos – como o Sistema Mombaça e o novo reservatório de três milhões de litros no Rancho Grande. Agora, é com muita satisfação que anunciamos mais uma solução definitiva para um problema histórico na cidade. Nosso trabalho em prol da população continua”, concluiu o superintendente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *