Com ação em Itu, Gaeco desarticula organização criminosa no interior

Na última terça-feira (05), o Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) deflagrou a Operação “Fumaça” com o objetivo de desarticular uma organização criminosa que praticava extorsão, corrupção passiva e concussão, dentre outros crimes.

A ação contou com apoio da Polícia Militar, da Corregedoria da Polícia Civil e da Receita Federal. Foram cumpridos seis mandados de prisão preventiva em face de advogados, empresários e executivos, e três mandados de condução coercitiva, dois deles contra agentes públicos.

Também foram cumpridos 11 mandados de busca e apreensão nas cidades de Rio Claro, Piracicaba, Piraju, Avaré, São Paulo e também Itu. Segundo informações obtidas pela reportagem do JP, houve movimentação da Polícia Civil em um condomínio de luxo da cidade. O Ministério Público, porém, não revelou detalhes do ocorrido no município.

Ao longo da investigação, descobriu-se que a organização criminosa identificava potenciais vítimas dentre empresários que eram investigados criminalmente. O grupo prometia que iria interceder junto a autoridades públicas do sistema de Justiça penal para resolver as pendências criminais de suas vítimas e forjava mandados de prisão e notícias sobre operações do Gaeco contra suas vítimas prometendo que as ordens de prisão e operações seriam suspensas caso os valores exigidos fossem pagos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *