CoronaVac tem 78% de eficácia e Itu irá seguir plano de vacinação do Governo

Prefeito Guilherme Gazzola acompanhou a apresentação do Plano Estadual de Imunização contra o coronavírus de forma online (Foto: Reprodução/Instagram)

A vacina contra o coronavírus desenvolvida pelo Instituto Butantan em parceria com a biofarmacêutica chinesa Sinovac Life Science atingiu índice de eficácia de 78% para os infectados que apresentaram casos leves ou precisaram de atendimento ambulatorial. O anúncio foi feito pelo Governo do Estado na quinta-feira (07).

Isso significa que a cada 100 voluntários que contraíram o vírus, somente 22 tiveram apenas sintomas leves, mas sem a necessidade de internação hospitalar. A CoronaVac ainda atingiu índice de eficácia de 100% para casos graves e moderados. O estudo clínico realizado no Brasil contou com a participação de 12,4 mil profissionais de saúde voluntários em 16 centros de pesquisa.

 Um dia antes, quarta (06), o governador João Doria havia apresentado, de forma online, o Plano Estadual de Imunização contra o coronavírus aos 645 prefeitos eleitos para os mandatos iniciados em 2021, incluindo o prefeito reeleito de Itu, Guilherme Gazzola (PL). A estratégia das autoridades estaduais é iniciar a imunização contra a Covid-19 em todas as regiões do estado no dia 25 de janeiro.

 O secretário de Estado da Saúde, Jean Gorinchteyn, listou aos prefeitos os detalhes do plano. A primeira etapa de vacinação vai priorizar profissionais da saúde, pessoas com 60 anos ou mais e grupos indígenas e quilombolas. A expectativa do Estado é que 9 milhões de pessoas sejam imunizadas na primeira etapa, com a aplicação de 18 milhões de doses, até o dia 18 de março.

 A campanha coordenada pela Secretaria Estadual da Saúde em parceria com os 645 municípios paulistas visa dobrar o total de postos de vacinação dos atuais 5,2 mil para até 10 mil. A estimativa é de que a vacinação envolva cerca de 79 mil profissionais, com 54 mil trabalhadores do setor da saúde e 25 mil agentes da segurança pública para garantir a segurança da população e evitar aglomerações nos locais de imunização.

  “A chegada da vacina é uma boa notícia e estamos preparados para atuar na imunização dentro do plano apresentado na reunião desta semana. Desde o início da pandemia, enfrentamos essa situação seguindo parâmetros científicos. O município aderiu todas as fases do Plano São Paulo, atuando com rigor na fiscalização e na conscientização sobre a importância das medidas restritivas. Acreditamos na vacina, não somos negacionistas. Sempre buscamos não politizar essa questão, que é uma preocupação de ordem técnica, relacionada à saúde pública”, declarou Gazzola ao JP.

Questionada pela reportagem sobre o plano de vacinação a ser seguido, a administração afirmou que, neste momento, é o que foi apresentado pelo Governo do Estado. “A cidade de Itu tem uma Secretaria de Saúde extremamente atuante, com corpo técnico e clínico capacitado, estando pronta dar início à imunização, atendendo o público alvo dentro da quantidade de doses disponibilizadas e demais recomendações do PEI (Programa Estadual de Imunização)”, declarou a Prefeitura.

Mais dados

O Governo do Estado apresentou mais dados com relação à eficácia da CoronaVac. Entre os imunizados ao longo dos testes clínicos e que contraíram o vírus, nenhum apresentou caso grave ou moderado da doença nem precisou de internação. “Ou seja, quem tomar a vacina do Butantan estará com a saúde protegida e chances mínimas de agravamento da Covid”, aponta a gestão Doria.

Com os índices atingidos na pesquisa, o Butantan deu início na quinta-feira à solicitação do registro emergencial da vacina junto à Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). A parceria entre o Butantan e o laboratório da China é desenvolvida desde o dia 10 de junho. Em outubro do ano passado, foi divulgado que a CoronaVac é a mais segura entre todas as vacinas testadas no Brasil.

 Em novembro, a revista científica “Lancet”, uma das mais importantes no mundo, publicou os resultados de segurança da CoronaVac nas fases 1 e 2, realizados na China, com 744 voluntários. A publicação mostrou que a vacina é segura e tem capacidade de produzir resposta imune em 97% dos casos no prazo de até 28 dias após a aplicação.

Governo Federal

Também na quinta-feira, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, anunciou a assinatura de um contrato com o Butantan para o fornecimento de 100 milhões de doses da CoronaVac – 46 milhões até abril e outras 54 milhões de doses até o fim do ano. Segundo o ministro, toda a produção do Butantan será incorporada ao Plano Nacional de Imunização, para distribuição em todo o país. De acordo com Pazuello, o valor da dose é de pouco mais de US$ 10. As informações são do G1.

Um comentário em “CoronaVac tem 78% de eficácia e Itu irá seguir plano de vacinação do Governo

  • 09/01/2021 em 19:10
    Permalink

    São duas palavras citadas que me deixa um pouco pensativo (78% de Eficácia) (Laboratório da China) é um caso de se pensar!!!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *