Desaparecido há mais de uma semana, garoto teria morrido, segundo um amigo

Menino teria se afogado em uma represa (Foto: Arquivo pessoal)

Na edição da última quarta-feira (24), o Periscópio noticiou o desaparecimento do garoto Felipe Gabriel Ribeiro de Oliveira, de 9 anos, que então completava uma semana. A reportagem chegou a estar em contato com Ana Paula Santos, mãe da criança, que na terça-feira (23) pela manhã se dirigiu ao Instituto Médico Legal (IML) de Sorocaba para fazer o reconhecimento do corpo de um garoto que havia sido encontrado em um pesqueiro pelo Corpo de Bombeiros, na sexta-feira (19).

Ainda na terça-feira, Ana Paula havia dito que acreditava, embora houvesse dificuldades devido ao avançado estado de decomposição, que aquele corpo que estava no IML não era de seu filho e que continuaria à sua procura.

Porém, na última quarta-feira (24), uma informação de um amigo do garoto mudou o rumo do caso, de acordo com novo depoimento de Ana Paula à Rádio Convenção de Itu.

Segundo a reportagem, um adolescente de 13 anos e mais três crianças estariam, juntamente com Felipe Gabriel, brincando em um rio atrás de uma cerâmica, situada às margens da Rodovia Deputado Archimedes Lammoglia (SP-75), quando, por um descuido, o garoto teria se afogado. Ainda de acordo com a versão de um dos garotos, estes teriam tentado salvá-lo, mas não conseguiram devido à profundidade do rio.

A irmã do menor foi quem informou o ocorrido para Ana Paula. Ela também disse à mãe de Felipe Gabriel que havia notado que seu irmão estava triste e resolveu perguntar sobre o motivo dele estar tão calado, sem sair do quarto e com crises constantes de choro. O menino então teria dito que estava com medo do que poderia acontecer caso descobrissem a morte do garoto.

Mesmo não tendo reconhecido o corpo do filho devido ao avançado estado de decomposição, na terça foi feito no IML um exame de compatibilidade de parentesco, com o material genético sendo encaminhado para o Instituto de Criminalística, de São Paulo.

Devido à demanda de ocorrências, o resultado do exame que pode confirmar se o corpo é de Felipe Gabriel pode levar de um a quatro meses para sair. De acordo com apuração do Periscópio junto à Polícia Civil, não há registro de outro desaparecimento de criança na cidade.

O JP tentou novo contato com Ana Paula dos Santos, mas até o fechamento desta edição não obteve sucesso. A reportagem também esteve em contato com o Corpo de Bombeiros, que por sua vez confirmou ter localizado um corpo do sexo masculino no dia 19 de março, por volta das 17h58, em uma área de lago/represa, na SP-75, nas imediações do bairro Cidade Nova, porém a vítima teria aproximadamente 14 anos e o corpo já apresentava sinais de rigidez.

O corpo descrito acima foi o encaminhado para o IML de Sorocaba – o mesmo que Ana Paula não havia reconhecido como de seu filho, porém agora aguarda-se o exame.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *