Em solenidade, Prof. Paulo Garcez ocupa cadeira na Acadil

Por Nayara Palmieri

Paulo Garcez em discurso (Foto: Nayara Palmieri)

A Cadeira 28 da Academia Ituana de Letras tem um novo ‘dono’: o historiador e professor Paulo César Garcez Marins, que tomou posse durante a sessão solene que ocorreu no último sábado (29), no Auditório do Centro de Estudos do Museu Republicano “Convenção de Itu” (Casa do Barão).

Paulo Marins é Doutor em História pela Universidade de São Paulo, na qual trabalha como pesquisador do Museu Paulista e Professor na área de Patrimônio Cultural. É docente do Programa de Pós-graduação da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo e do Programa de Pós-graduação em Museologia, ambos da USP, foi eleito para a Academia Ituana de Letras em 05 de outubro de 2019 para a Cadeira 28, que tem por patrono o regente do império Padre Diogo Antonio Feijó, que viveu em Itu no século XIX.

O Presidente da Acadil, Luís Roberto da Rocha de Francisco, falou com o JP sobre a importância de ter o Prof. Paulo Marins como integrante da Academia. “A importância da presença do professor Paulo Garcez na Academia de Letras é não só substituir à altura a Maria de Lourdes Sioli que foi uma pesquisadora na área de história, mas também alguém que venha contribuir com uma visão nova de historiagrafia, de produção cultural que tem um olhar muito generoso pra história regional e que é apaixonado pela cidade de Itu, um estudioso da arquitetura e cultura local”, diz Luís Roberto.

A cerimônia conteve um tom de saudosismo e emoção, já que todo momento a antiga ocupante da Cadeira 28 era citada. Profa. Maria de Lourdes Figueiredo Sioli, falecida em 24 de maio 2019, foi representada por sua filha, Bia Sioli, que recebeu um buquê de rosas em homenagem à mãe.

Paulo Marins também citou Maria de Lourdes Sioli ao falar com a redação do JP. “Pra mim é uma satisfação enorme, sobretudo por poder estreitar os laços com meus amigos aqui de Itu e por manter vivíssima a memória da Maria de Lourdes que é a ocupante anterior da cadeira e que nos deu exemplos maravilhosos de como valorizar o patrimônio artístico, cultural e literário e a própria identidade de Itu”, declara.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *