Entidade lamenta morte do jornalista Rodrigo Rodrigues

Rodrigo Rodrigues estava no Grupo Globo desde 2019 (Foto: Arquivo pessoal)

O jornalista e apresentador Rodrigo Rodrigues, 45 anos, faleceu nesta terça-feira (28), vítima de trombose venosa cerebral decorrente da Covid-19. Ele estava internado por complicações do novo coronavírus desde o último sábado (25) na UTI do Hospital da Unimed, no Rio de Janeiro. Em nota divulgada nesta tarde, a Federação Nacional das Empresas de Rádio e TV (Fenaert) manifestou seu pesar pela morte do profisisonal.

“Lamentamos profundamente a morte de um profissional que deixou sua marca na televisão brasileira. Do entretenimento ao jornalismo esportivo, Rodrigo conciliou bom humor e profissionalismo durante sua carreira”, destaca o presidente da Fenaert, Gulliver Leão.

Rodrigo Rodrigues iniciou a carreira em 1995, na Rede Vida, antes mesmo de cursar jornalismo. Por mais de 15 anos, trabalhou na área de entretenimento, com passagens pela TV Cultura, SBT e TV Bandeirantes. Em 2011, começou a atuar com jornalismo esportivo, apresentando o “Bate Bola” na ESPN.

Seu mais atual trabalho era como âncora do “Troca de Passes”, no SporTV, do Grupo Globo. Além da comunicação, Rodrigo também era apaixonado por música, escrevendo livros sobre o assunto e tocando com a banda “The Soundtrackers”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *