FAMA Museu, em Itu, lança podcast sobre história da arte

Model’s rest, 1885, Almeida Júnior (Foto: Hugo Curti)

Na virada do século XVI, os portugueses lutaram contra a invasão de ingleses, franceses e holandeses no território brasileiro, mas parte dos holandeses resistiu e ficou instalada no nordeste do país por 25 anos. Foi neste período que o conde Maurício Nassau trouxe à chamada “Nova Holanda” artistas e cientistas que se instalaram em Recife.

O acontecimento é importante não apenas para história da arte brasileira, como também ocidental, uma vez que corresponde de forma cronológica à primeira investida da arte holandesa fora do continente europeu. Os pintores de Maurício Nassau são tema do primeiro episódio do podcast de história da arte do FAMA Museu, série narrada pelo professor Luiz Armando Bagolin e disponível nas plataformas Spotify , Deezer, Google Podcasts, Anchor e Apple Podcasts.

Organizado em seis episódios, todos apresentados por Bagolin, o podcast traz sempre às sextas-feiras um novo tema. Os próximos tópicos abordados serão O Aleijadinho (26/6); Debret e as academias (3/7); Os artistas viajantes e o Pitoresco (10/7); Almeida Júnior (17/7). No dia 19, o tema foi Barroco histórico e o Barroco Brasileiro.

FAMA online
Enquanto o espaço físico do FAMA Museu – Fábrica de Arte Marcos Amaro, instituição sediada em Itu – está fechado em função da pandemia do Covid-19, a instituição promove uma série de ações e atividades culturais, artísticas e educativas em suas redes sociais (Instagram/FamaMuseu e Facebook/FamaMuseu).

O público pode conhecer mais sobre o acervo extenso do Museu por meio de vídeos com os curadores Ricardo Resende e Ana Carolina Ralston. Ambos comentam trabalhos que integram a coleção e apresentam trajetórias dos artistas na série #ObraComentadaFAMA. Para testar os conhecimentos sobre as obras e os artistas exibidos pelos curadores, o público é convidado a interagir no #QuizFAMA, através do Instagram Stories. Já a ação #tbt (do inglês “throw back Thursday”) relembra por meio de fotos ou vídeos exposições e eventos emblemáticos na história do Museu.

O #EducativoFAMA reúne materiais sobre processos de pesquisa e investigação, baseados nos artistas e nas obras que compõem o acervo. O conteúdo é apresentado de forma didática, com imagens e textos sucintos pelos educadores do Museu. Outra proposta para ajudar a preencher o tempo com bom conteúdo é o #FAMAéCultura, que traz indicações de livros, filmes, músicas e séries, feitas pelos membros da equipe do FAMA. Ações lúdicas e poéticas para a família ficam a cargo do #Faminha, que apresenta oficinas e atividades para crianças.

Luiz Armando Bagolin
Doutor em Filosofia pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, FFLCH/USP, Bagolin é docente e pesquisador do Instituto de Estudos Brasileiros da Universidade de São Paulo, IEB/USP. Tem experiência em Doutrinas Retóricas e Políticas dos séculos XIV, XV e XVI, e Artes do Renascimento Italiano, em especial nos discursos sobre os artistas florentinos.

É orientador no programa de Pós Graduação em Estudos Brasileiros (Mestrado) do Instituto de Estudos Brasileiros (IEB/USP) e no programa de Pós Graduação em História Social (Mestrado e Doutorado) do Departamento de História da FFLCH/.USP. É coordenador do Grupo de Pesquisa Retórica e Doutrinas Artísticas (CNPQ). Foi diretor da Biblioteca Mário de Andrade, em São Paulo, entre 2013 e 2016, instituição na qual foi responsável pela concepção e implementação da primeira biblioteca a funcionar 24 horas na América Latina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *