Festival de Cinema de Itu retorna após sete anos de interrupção

Capovilla, o homenageado do festival, dirige Arrigo Barnabé em “Nervos de Aço”/ Foto: Divulgação

Hoje (05), às 19h, acontece a cerimônia oficial de abertura da 6ª edição do Festival de Cinema de Itu, com apresentações gratuitas até sábado (08), no Auditório da Prefeitura. O evento irá prestar homenagem ao cineasta Maurice Capovilla, com a apresentação do filme “Nervos de Aço”. O Festival ficou sete anos sem acontecer e retorna este ano com 65 exibições de curtas-metragens selecionados.

Considerado um dos maiores eventos de audiovisual da Região Metropolitana de Sorocaba (RMS), o Festival é promovido pela Prefeitura de Itu, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e pela empresa Cinema Mundo Produções, e foi fundado em 2007 pela Cinema Mundo Produções, com produção de Renata Saraceni por cinco anos consecutivos.

O festival foi interrompido por sete anos pois houve mudanças na gestão administrativa da cidade, mas retorna este ano através de Paulo Aranha, diretor da Secretaria de Cultura de Itu, que conhece o Festival e sugeriu a volta, informa Renata. Focar em produções locais e regionais devido o aumento da produção na região é o diferencial desta edição. “É uma janela para a produção regional e no interior”, comenta a produtora, que acrescenta que “o festival virou um Festival do Estado de São Paulo”.

Renata também contou que realizar o festival este ano é “começar do zero”, pela ausência do evento durante sete anos. “A Prefeitura está disposta a fazer o Festival. É uma cooperação. Queremos que seja uma nova experiência para ter a continuidade nos próximos anos”, encerra.

Mostra competitiva

A mostra competitiva ocorre amanhã (06) e sexta-feira (07), das 14h às 23h30, no Teatro Nósmesmos (Av. Prudente de Moraes, 210, Vila Nova). A entrada é gratuita, sujeita a lotação da casa – os curtas selecionados podem ser consultados no site cinemamundo.com.br. As obras audiovisuais foram realizadas exclusivamente dentro do estado de São Paulo, com tempo máximo de 20 minutos.

A cerimônia de premiação ocorre no sábado (08), às 20h, também no Teatro Nósmesmos, e contará com exibição de três curtas dirigidos por membros do júri: “Viagem pelo interior paulista”, de Sergio Santeiro; “O discurso da imagem”, de Luiz Rosemberg Filho; e “Cartas de Ourinhos”, de Joel Yamaji.

Ainda no sábado, às 10h30, haverá a palestra intitulada “Crítica de cinema no mundo digital”, com o jornalista Sérgio Alpendre, crítico de cinema da Folha de S. Paulo – R$ 40 (R$ 20 a meia-entrada) –, às 14h ocorre a mostra “Hors Concours” e às 16h a roda de conversa “O Cinema é a Aldeia” com Lilian Solá Santiago, Fernanda Cobo, Cristina Amaral, Sergio Santeiro, Luiz Rosemberg Filho, Joel Yamaji e realizadores presentes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *