Flexibilidade e sua relevância no cotidiano

Por Maria Luisa Souza Reis
Graduação de Bacharel e Licenciatura em Educação Física pelo CEUNSP
CREF 148161-G/SP

Sendo a flexibilidade definida como a máxima amplitude fisiológica de um determinado movimento articular e um resultado de estímulos provenientes do alongamento muscular, esta representa uma capacidade física.

Apesar de sua grande importância para saúde não é tão procurada por alunos em academias, nem tão pouco treinada devidamente por uma grande maioria.

Os fatores limitantes desta capacidade física, residem no comprimento dos músculos podendo ser observado assim a sua necessidade em indivíduos que trabalham por um longo período sentados, por exemplo, pois existe um encurtamento gradual da musculatura posterior da coxa e acabam imobilizando a articulação do quadril, gerando assim dores lombares.

O alongamento por sua vez tem relação direta com o alivio da tensão muscular ocasionada por estes e outros fatores cotidianos, promovendo também o aumento da amplitude articular, além de liberdade e consciência de movimento, fator importante para um bom desenvolvimento até mesmo em exercícios ligados a musculação.

A falta da prática do alongamento pode desestabilizar a postura, provocar utilização de fibras musculares compensatórias, compressão das fibras nervosas, aumento das incidências de cãibras e dores, além de prejuízo da técnica nas habilidades esportivas e do rendimento no treinamento de força.

Na academia Unyque é oferecida uma aula em que são desenvolvidas atividades que mesclam flexibilidade, equilíbrio e condicionamento, chamada Ballet Fit, onde a proposta é utilizar elementos do ballet clássico junto a exercícios da ginástica coletiva, uma boa opção para quem procura benefícios advindos do alongamento.

Venha conhecer e participar das diversas atividades oferecidas pela academia que usa a tecnologia como um impulso para o resultado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *