Indivíduos estariam se passando por agentes de saúde para cometer crimes

Com a pandemia do novo coronavírus (Covid-19) e a preocupação da população para evitar o contágio, muitas pessoas acabam sendo enganadas. Pelo Brasil, estouram relatos de casos de golpistas vendendo álcool em gel adulterado e, agora, de indivíduos se passando por agentes de saúde com a intenção de cometer crimes e aplicar golpes.

Em Itu, alguns relatos começaram a surgir pelo WhatsApp denunciando essa prática. Segundo áudio divulgado, meliantes batem nas portas das casas das pessoas e informam que são da Secretaria Municipal de Saúde para fazer atendimento domiciliar – mas na verdade têm a intenção de roubar as residências.

O JP questionou a Prefeitura de Itu se estaria ciente dessa prática e a administração municipal informou que, por meio de sua Secretaria de Segurança, já está trabalhando no sentido de combater indivíduos que se passam por agentes de saúde com a intenção criminosa.

“A Guarda Civil Municipal está em alerta máximo sobre essa situação, que infelizmente vem sendo observada em diversas outras cidades brasileiras. Além da Guarda, as polícias Militar e Civil, seguindo as diretrizes do GGI (Gabinete de Gestão Integrada), também estão alinhadas nessa missão”, informou a Secretaria de Comunicação Social.

A pasta ainda informou que, em Itu, a Secretaria de Saúde conta, de fato, com a sua equipe de combate ao mosquito da dengue, composta por agentes uniformizados e portando crachá. “Nenhum munícipe deve autorizar a entrada em sua residência de pessoas sem a devida identificação. Em caso de dúvidas, o cidadão deve ligar imediatamente para a Guarda Municipal no telefone 153 ou até mesmo para a Polícia Militar (190)”, finaliza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *