Informal – 10-02-21

Por André Roedel
redacao@jornalperiscopio.com.br

Ludmilla em Itu

A cantora Ludmilla esteve em Itu no último domingo (07) para a gravação de um vídeoclipe. O local escolhido foi o bairro Vila da Paz II, uma comunidade localizada entre a região central e o distrito do Pirapitingui. Segundo informações da rádio Convenção, a produção da funkeira chegou cedo, por volta das 5h20, e Ludmilla estava acompanhada da esposa Brunna Gonçalves. Nas redes sociais da cantora, que pode ser vista como jurada do reality musical “The Voice+”, não há nenhuma informação sobre a gravação em Itu. Vamos aguardar!


Coleção de partituras do Mosteiro Redentorista é doada ao museu

No mês de julho de 2020 as monjas do Mosteiro Redentorista da Imaculada Conceição iniciaram o processo de deslocamento de sua comunidade de Itu para a cidade de Aparecida/SP. Naquele momento procuraram pelo Museu da Música para fazer a doação de suas partituras. A coleção reúne álbuns e partituras avulsas relacionadas ao canto gregoriano e à música litúrgica em geral além de peças devocionais e para entretenimento doméstico. As primeiras monjas da Ordem Redentoristas no Brasil se instalaram em Itu em 1924 vindas da Bélgica trazendo edições musicais belgas e francesas que revelam notável ambiente musical dos primeiros tempos da comunidade religiosa. O material foi catalogado e será higienizado nos próximos meses.


Webinário: No próximo dia 25, acontece o webinário “Hercule Florence, a produção de imagens e as exposições do Museu do Ipiranga e do Museu Republicano de Itu”. O evento virtual, que faz parte das homenagens aos 411 anos de Itu, apresentará os resultados das pesquisas desenvolvidas no ‘Projeto Hercule Florence: patriarca da iconografia paulista’, parceria entre o Instituto Hercule Florence e o Museu Paulista – USP, durante os anos de 2019 e 2020. As inscrições, que vão até 24 de fevereiro, são gratuitas e o MRCI disponibilizará certificado de participação. Inscreva-se pelo link http://bit.ly/WebinarioInscricoes.


>>> DICA DE LIVRO

O DUQUE E EU
A série “Bridgerton”, grande sucesso da Netflix, originou-se desta obra. Os livros, de autoria da escritora Julia Quinn, já passaram da marca de 10 milhões de exemplares vendidos, sendo mais de 1 milhão no Brasil. Primeiro dos nove livros da série “Os Bridgertons”, O duque e eu é uma bela história sobre o poder do amor, contada com o senso de humor afiado e a sensibilidade que são marcas registradas de Julia Quinn que, para Jill Barnett, autora de Tudo por um beijo, “é nossa Jane Austen contemporânea”. Da editora Arqueiro, o livro tem 288 páginas.


PENSE NISSO
“A música tem encantos que suavizam o peito mais selvagem, amaciam rochas, inclinam um velho carvalho.” (William Congreve)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *