“A intervenção que precisa ser feita é a social”, afirma comandante do Quartel

Nesta semana, o Periscópio dá sequência à série de matérias especiais sobre as Eleições 2018 entrevistando o Tenente Coronel Ricardo Alves Pereira, Comandante do 2º GACL – Regimento Deodoro (Quartel de Itu). No comando da unidade desde o dia 20 de janeiro deste ano, o militar comenta sobre o atentado ao candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL), bem como o atual momento vivido pelo País e sobre sua relação com a cidade de Itu.

 

Confira a entrevista na edição impressa!

Um comentário em ““A intervenção que precisa ser feita é a social”, afirma comandante do Quartel

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *