Ituano Basquete estreia com derrota na LBF Caixa 2020

Pelo Ituano, a maior eficiência foi da armadora Joice, com 19, e 16 pontos; seguida por Palmira com 15 de eficiência e 17 pontos (Foto: Juca Ferreira/Divulgação)

O Ituano Basquete estreou na Liga de Basquete Feminino – LBF Caixa 2020, neste domingo (08), contra o Santo André/APABA, jogando em casa. E a equipe rubro-negra queria garantir a festa diante da sua torcida no jogo de abertura da competição, mas acabou derrotada por 73 a 71.

As rubro-negras começaram muito bem na partida, vencendo o primeiro quarto por 20 a 12. Nos períodos seguintes, derrota por 13 a 14 (33 a 16) no 2º e mais uma vitória por 21 a 20 (54 a 46) no 3º, que ainda eram suficientes para manter o Galo à frente no placar. Foi no último quarto que as ituanas não conseguiram segurar o resultado e sofreram a derrota, por 17 a 27, que custou também a partida.

“Nós fizemos uma partida a maior parte do tempo muito boa. Infelizmente, no final do jogo, algumas jogadoras de Santo André se individualizaram, chamaram o jogo, e nós tivemos alguns equívocos nas tomadas de decisões defensivas e elas se aproveitaram disso. Nesse momento também perdemos algumas bolas, no ataque, em situação muito favoráveis de fazer. Mas é um campeonato longo, equilibrado, não vejo ninguém disparado como melhor nem como pior”, analisa o treinador do Galo, Antônio Carlos Barbosa.

A atleta a receber o troféu Gol Melhor Jogadora foi a camisa 13 do Santo André, Pag Gonzales, com 22 de eficiência. Nesta edição da LBF, o troféu de MVP será sempre entregue à atleta mais eficiente da equipe vencedora.

Pelo Ituano, a maior eficiência foi da armadora Joice, com 19, e 16 pontos; seguida por Palmira com 15 de eficiência e 17 pontos – os mesmos 17 de Gonzales, cestinhas da partida. Para a armadora, alguns erros da equipe se deram devido à ansiedade da estreia, mas ela concorda com o treinador no que diz respeito à defesa: “o diferencial foi nossa defesa, devíamos ter marcado mais, faltou estudar um pouco mais algumas meninas. Perdemos por detalhes e agora precisamos corrigir os erros para enfrentar Blumenau”.

Nesta primeira partida do Galo, ocorreram ainda três estreias com a camisa rubro-negra: Alana, Mari Dias e Fabi. A armadora Alana foi a que registrou resultados mais expressivos, com 15 pontos e 11 de eficiência. Mari anotou 4 pontos e 4 de eficiência, enquanto Fabi registrou 2 pontos e 4 de eficência.

“No jogo hoje, a gente começou muito bem. A defesa foi muito sólida e forte, por isso conseguimos puxar bastante contra-ataques no começo do jogo, principalmente no primeiro tempo inteiro. Já no segundo [tempo], acho que nossa defesa não foi tão consistente, deixamos elas muito à vontade para jogar, por isso elas encostaram no jogo. A gente precisa acertar a constância do time, não dá para ter tantos ‘ups and downs’, porque qualquer jogo na Liga, piscou, vai perder”, comenta a estreante Alana.

Outro estreante pelo Galo foi Bruno Guidorrizi, que realizou sua primeira partida como assistente técnico do Ituano, justamente contra sua ex-equipe. Para ele, falta ainda naturalidade nas jogadas praticadas nos treinos, mas que a fluidez deve vir com o tempo.

“Acho que conseguimos colocar em prática algumas coisas que foram treinadas, mas não soubemos fechar o jogo. No último quarto, nós erramos todas as situações táticas defensivas e o outro time aproveitou todos esses erros que a gente fez porque não estávamos focados. Mas tudo o que foi passado no treinamento ainda não está saindo de forma natural, aos pouco as coisas vão encaixando e o jogo vai ficar mais fluido, mais solto”, disse.

O Ituano Basquete tem a semana livre de jogos, enquanto as outras equipes fazem suas estreias na competição, e volta à quadra na terça-feira (17), recebendo o Blumenau no Ginásio “Prudente de Moraes”, em Itu, às 19h30.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *