Medidas para evitar doenças cardiovasculares

Mudanças “simples” na rotina podem contribuir para o combate do infarto e do AVC

Daniel Nápoli

A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda sete práticas simples para quem quer garantir a saúde do coração. Adotá-las pode evitar doenças cardíacas graves como o acidente vascular cerebral (AVC) ou o infarto.

 

Não fume

Enfermidades causadas ou agravadas pelo fumo correspondem a 63% das mortes no mundo, sendo que o tabaco foi o responsável pelo óbito de aproximadamente 6 milhões de pessoas no ano de 2011, sendo que dessas 600 mil eram fumantes passivas, ou seja, conviviam com pessoas que fumavam e acabavam por inalar também. A OMS estima que, até 2030, o fumo faça até oito milhões de vítimas.

Exercícios

A prática de atividade física é ideal não só para manter a boa forma física, mas é um dos itens fundamentais para fazer o corpo funcionar corretamente.

Além disso, reduz as chances de doenças cardiovasculares, auxilia no controle da hipertensão arterial e reduz a enxaqueca, melhorando ainda a capacidade pulmonar, cerebral e a performance sexual.

 

Peso

Outro ponto importante para uma saúde cardiovascular é o controle do peso. O ideal, de acordo com a OMS, é a manutenção do índice de massa corpórea (IMC) entre 20 e 25. O excesso de peso predispõe a doenças como a diabetes, hipertensão e colesterol alto.

A obesidade atualmente afeta 500 milhões de adultos, em sua maioria mulheres, tendo dobrado nas últimas três décadas.

 

Pressão arterial

Procure aferir sua pressão arterial com frequência. Quando se dirigir ao médico, seja de qualquer especialidade, solicite que sua pressão seja aferida, ficando atento se ela está acima de 12 por 8, valor considerado normal.

Caso tenha histórico de hipertensão em sua família, é importante fazer o acompanhamento a partir dos 30 anos de idade, não descuidando da quantidade de sal ingerida, pois a hipertensão aumenta as chances de se ter um acidente vascular cerebral, infarto, insuficiência cardíaca, doença renal e até mesmo uma morte prematura.

De acordo com o Ministério da Saúde, no Brasil, 27% das mulheres e 21% dos homens sofrem com a hipertensão arterial.

Dieta

Uma dieta balanceada também é muito boa para a manutenção de sua saúde. O consumo de porções de frutas, legumes, verduras e de proteínas advindas das carnes (de preferência magras) é uma ótima pedida.

Lembrando que o excesso de açúcar, sal ou gordura são os principais vilões de uma alimentação adequada.

Colesterol

Em nosso país, 40% da população possui o colesterol alto, sendo que a maioria não sabe que tem a doença.

É importante frisar que essa gordura ruim, presente na circulação sanguínea, é resultado de uma dieta rica em alimentos com gordura saturada e trans, como embutidos, cortes gordurosos de carne, margarinas, biscoitos recheados, sorvetes, entre outros. Portanto, é de extrema importância uma mudança de dieta para o controle do colesterol.

 

Glicose

Controlando o índice de glicose, você também está contribuindo para o combate de doenças, já que está “ficando de olho” na diabetes.Uma dica importante é sempre procurar uma unidade de saúde para aferir sua glicose.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *