“O Governo não tem nada a esconder”, diz líder Giva na Câmara

O vereador Givanildo Soares voltou a sair em defesa do governo Guilherme Gazzola, de quem é líder na Câmara Municipal. Giva fez pronunciamentos durante votação de nova leva de requerimentos de Maria do Carmo Piunti, que vem se opondo à atual administração. Os pedidos da vereadora contemplavam informações sobre o contrato da UPA e outras relacionadas à saúde.

O primeiro, que solicitava o contrato da Unidade de Pronto Atendimento do Nossa Senhora Aparecida foi aprovado, mas por 7 votos a 5 – José Galvão, Luciano do Secom, Thiago Gonçales, Dito Roque e Giva foram contra. O líder se explicou. “Eu peço que os senhores votem como queiram, até porque o Governo não tem nada a esconder, mas esse requerimento está no site da Transparência”, declarou o edil.

Em outro requerimento, Maria do Carmo solicitava informações sobre soro antiofídico (para picada de cobra). Giva orientou voto favorável, mas pediu que as solicitações sejam protocoladas antes para levar as informações. Ele até recomendou que o grupo de estudos para mudanças no Regimento Interno altere o prazo. O requerimento passou por unanimidade sem discussão. Maria do Carmo então disse que os requerimentos não devem ser respondidos pelo líder, e sim pelo prefeito, que tem 15 dias para prestar as informações.

Já Macruz disse que os requerimentos estão vindo muito em cima da hora, “da mesma forma que a senhora reclamava que vinham os projetos do Executivo”, declarou. Por último, a vereadora solicitou informações sobre as unidades odontológicas na rede municipal de saúde. Novamente o pedido passou por unanimidade e sem celeuma.

Apesar das disputas em plenário, nos bastidores o clima é leve. Giva e Maria do Carmo conversam normalmente e o respeito impera mesmo estando em lados opostos no cenário político ituano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *