>>> Periscópio Entrevista: “O lugar público está vivo”, declara Aline Zanatta, do Museu Republicano

 

Foto – Gabriela Prado

Atuando há 12 anos na área museológica, Aline Zanatta, uma das integrantes da equipe responsável pelas atividades educativas do Museu Republicano “Convenção de Itu”, recebeu a reportagem do Periscópio na última semana para conversar sobre a importância da 16ª Semana Nacional dos Museus, ocorrida de 14 a 18 de maio.

Aline contou que começou a se envolver no universo museológico quando realizava seu mestrado na Unicamp, em 2005. “Eu comecei a frequentar e pesquisar o Museu Republicano, também tendo contato com a biblioteca do Museu Paulista”, conta Aline, acrescentando que essa relação “foi sendo um caminho para que eu descobrisse os bastidores do museu, o que acontece no trabalho técnico do museu”.

Depois que terminou o mestrado, Aline prestou concurso em 2006 e começou com o serviço educativo. “Eu já tinha uma noção do que era um museu universitário, voltado para pesquisa, mas também estruturado para atender a demanda dos pesquisadores, para o que vai além da visitação”, relata.

Aline explica que eventos como a Semana dos Museus são bem importantes, “pois colaboram para que os vários museus do Brasil realmente se conectem a determinadas temáticas”. “A Semana dos Museus é pra gente festejar esse lugar que chamamos de museu e que, ao tempo todo, acontecem atividades dentro dele”, declara.

Aline vê com preocupação a questão do envolvimento de crianças e jovens com os museus. “Eu fico um pouco preocupada, porque as  políticas públicas municipais, de modo geral, ainda vêem o museu como um trabalho extra, e não como um trabalho que deveria estar dentro do currículo das escolas”, diz Aline.

 

Novos projetos

Aline conta que há projetos em parceria com a Escola Estadual “Rosa Maria Madeira Marques Freire”, além de manter projetos com a Escola de Cegos Santa Luzia. Na última quarta-feira (16), o museu inaugurou seus recursos de acessibilidade. “A gente percebeu, com a parceria com a escola de cegos, que esse era o caminho  viável de a gente concretizar, em período curto, e continuaremos nesse trabalho em parceria com escolas da região”, aponta.

Aline ainda enfatiza que o museu é um “espaço de oferecer à comunidade questões essenciais à sociedade”. “Eu acho que a gente vem alargando nossa relação e reivindicando nosso espaço nos museus. A cidade de Itu, incrivelmente, gosta de museus. Isso é bem positivo”, conta. “O lugar público está vivo. O museu trabalha com o passado, mas ele tem que estar preocupado como a vida que acontece. Não tem que existir muros entre o museu e a sociedade”, finaliza.

O Museu Republicano, localizado na Rua Barão do Itaim, 67, Centro, está aberto para visitação de terça-feira a sábado, das 10h às 17h, com entrada gratuita. (Gabriela Prado)

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *