Polícia Civil apreende entorpecentes em operação em Itu e Sorocaba

Polícia Civil apreendeu diversos entorpecentes durante a diligência / Foto – Fernando Vitarelli/ITV

Há alguns meses, a Polícia Civil havia feito uma apreensão de drogas nas imediações do bairro Cidade Nova, onde possui uma investigação em andamento, inclusive com escutas telefônicas, pois existiam denúncias contra W.M.S., vulgo “Tiquinho”. Na época, o elemento conseguiu fugir do cerco policial, porém foram presas na época várias pessoas, incluindo a esposa de “Tiquinho” e um de seus fornecedores de drogas.

Mais a fundo, desde o ano passado, os investigadores da Polícia Civil também faziam um levantamento e tinham ciência que “Tiquinho” também tinha outro fornecedor de entorpecentes, que reside em Campinas/SP, sabendo até agora que sua alcunha é “Cigano”.

Ainda por meio de diversos levantamentos, desde então, os policiais souberam que “Cigano” possuía um comparsa no bairro Habiteto, em Sorocaba, o qual tinha a função de guardar, embalar e distribuir as drogas naquela região, sendo que a distribuição incluía também os pontos de vendas das substâncias de “Toquinho” no Cidade Nova, em Itu.

Recentemente, os policiais fizeram novos levantamentos, onde prenderam uma jovem identificada como M.A.S. e os rapazes D.D.S. e L., na Rua Lençóis Paulista, no Cidade Nova, ocasião em que encontraram 1.543 cápsulas de cocaína, tendo sido noticiado no Periscópio. As autoridades, na oportunidade, tiveram o conhecimento de que as substâncias localizadas tinham sido trazidas de Sorocaba.

Os policiais também tiveram ciência de que “Tiquinho” havia deixado a gerência do bairro, para R.C.S., vulgo “Gigio”, morador da Rua Conchas, no bairro Cidade Nova, e ao se dirigir até o endereço, observaram o investigado próximo ao matagal, tendo este tentado fugir assim que notou a presença das autoridades, sendo então abordado.

Durante revista pessoal, nada foi encontrado com “Gigio”, porém ao retornar ao matagal de onde havia saído, os policiais encontraram 340 microtubos contendo cocaína, 21 porções de maconha e 100 pedras de crack. Já na casa do elemento, foram achadas 84 porções de crack, outras 30 porções de maconha, além de R$ 140 em dinheiro.

Após dar voz de prisão e encaminhar “Gigio” para a Delegacia Central de Itu, a Polícia Civil prosseguiu com suas diligências na cidade de Sorocaba, com o objetivo de “derrubar” o laboratório dos entorpecentes apreendidos.

Tendo as informações de onde era a residência de F.A.S., vulgo “Pampa”, na Rua José Pereira Nascimento, no bairro Habiteto, as autoridades chegaram até o local e visualizaram o indivíduo fugindo, rumando para a casa dos fundos.

No interior do imóvel de onde “Pampa” havia fugido, foram localizadas 450 cápsulas contendo cocaína, 224 porções de crack, 122 de maconha, seis tabletes e um saco da mesma substância picada, além de três selos de LSD contendo 267 micropontos. No local foi feita ainda a apreensão de 21 mil cápsulas vazias que seriam usadas para embalar cocaína e sacos plásticos utilizados para o manuseio dos entorpecentes.

Após a fuga de “Pampa”, os policiais se dirigiram até um outro endereço no mesmo bairro, onde tinham a informação de que o elemento escondia drogas. Foi onde as autoridades encontraram E.M.B. na posse de 65 cápsulas de cocaína, cinco papelotes de maconha e uma porção de crack, além da quantia de R$ 30.

O elemento recebeu voz de prisão, sendo encaminhado à Delegacia Central de Itu, permanecendo à disposição da Justiça. Quanto a “Pampa”, este não havia sido localizado até o fechamento desta matéria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *