Programação da Fundação Marcos Amaro tem oficinas culturais gratuitas

DCIM100MEDIADJI_0140.JPG

Ampliar o acesso à arte contemporânea brasileira é um dos pilares que regem a Fundação Marcos Amaro (FMA), instituição sediada na Fábrica de Arte Marcos Amaro (FAMA). Ao encontro disto, a Fundação promove, hoje (15) e nos dias 25 e 26 de maio, oficinas gratuitas – ações que contemplam o programa Oficina Cultural, cujo objetivo é trazer encontros e debates sobre arte e cultura com a população local e pessoas de outras regiões.

“Vamos Prosear?” é o título que endossa a primeira oficina, que será hoje das 19h às 21h. O encontro integra a 17ª Semana Nacional de Museus e conta com um debate entre Aline Zanatta, responsável pelas atividades educativas do Museu Republicano de Itu, e Fernanda Morais, educadora e gestora do Setor Educativo da unidade museológica da Rede Museu da Energia, com mediação de Carla Borba, coordenadora da Oficina Educativa da FAMA. A discussão vai girar em torno das Performatividades na gestão educativa de museus e pretende abrir espaço para diálogo acerca da atuação das mulheres em instituições culturais de Itu e de outros locais do interior de São Paulo. A entrada é gratuita e não há necessidade de inscrição.

O segundo encontro, em 25 de maio, começa às 10h – a oficina para professores e educadores, uma experiência de mediação com a artista-educadora Carla Borba na exposição “Aproximações – Breve introdução à arte brasileira do século XX”, coletiva curada por Aracy Amaral, que traz ao público uma breve introdução à arte brasileira do século XX, com obras de antes do modernismo até as décadas de 1930 e 1940.

O diálogo, aqui, será conduzido por reflexões sobre a Semana de Arte de 1922 e a antropofagia. Para participar, é preciso se inscrever até o dia 22 de maio através do e-mail educativo@fmarte.org. No mesmo dia, às 14h, acontece uma ação voltada ao público infantil. Crianças a partir de 4 anos de idade e familiares podem participar da FAMINHA, cuja programação é composta por atividades lúdicas, orientadas pelos educadores da FAMA. Intitulada “Experiência de vestir papel”, a ação foi criada com base na emblemática obra “Experiência nº3” (1956) de Flávio de Carvalho, um polêmico desfile no qual o artista trazia um protótipo de roupa masculina. A oficina estimula a criação de vestes de papel colorido e jornal, e convida os pequenos a refletir sobre o que gostam de vestir. É necessário levar jornais e revista para recorte.

No domingo, 26 de maio, das 9h às 12h, acontece o Piquenique Literário, atividade gratuita que faz parte do programa Ponto a Ponto, criado por Élida Marques. Com o objetivo de estimular a leitura, o encontro oferecerá rodas de conversas, mediação de leitura, sarau literomusical e troca de livros. A FAMA fica na Rua Padre Bartolomeu Tadei, 9, Centro. Informações: (11) 4013-4266.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *