Sinal Verde: Lewis Hamilton vence o GP da Espanha

Com autoridade, Lewis Hamilton (ING) venceu o GP da Espanha de Fórmula 1, disputado neste domingo (16). Foi o 88º triunfo do hexacampeão na categoria máxima do automobilismo mundial, que se aproxima cada vez mais do recordista Michael Schumacher (ALE), que soma 91 vitórias.

Falando em recorde, Hamilton tornou-se o piloto com o maior número de pódios da história da Fórmula 1 (156), superando Schumacher.

Largando da pole position – pela 92ª vez em sua carreira – Hamilton não correu riscos em nenhum momento da prova, com a Mercedes deixando para trás qualquer dúvida em relação aos erros de estratégia da semana passada.

Hexacampeão mundial conquista a 88ª vitória na carreira (Foto: Bryn Lennon/Reuters)

Com desgastes nos pneus menores do que o segundo colocado da corrida, Max Verstappen (HOL), da Red Bull, o inglês também teve sua importante contribuição na estratégia a prova ao se recusar a trocar em sua segunda parada, os pneus médios para os macios, já que com os primeiros, seu rendimento era bem melhor.

Já seu companheiro de equipe, Valtteri Bottas (FIN), acabou indo por caminho diferente, terminando em terceiro lugar na prova, após não conseguir ameaçar Verstappen, com seus pneus médios não tendo o mesmo rendimentos dos macios.

Saindo do pódio, destaque para o piloto mexicano Sergio Pérez, da Racing Point, que depois de ficar fora de duas corridas, devido a ter se infectado com o novo coronavírus, se recuperou, correu o GP da Espanha e terminou na quinta colocação. Poderia ter ficado em quarto, porém uma punição de cinco segundos ao seu tempo final de prova, por ter ignorado uam bandeira azul, lhe custou um posto, herdado por seu companheiro de equipe, Lance Stroll (CAN).

Enquanto Hamilton só tem motivos para sorrir, assim como Pérez, recuperado da Covid-19,a Ferrari segue com sua crise. Charles Leclerc (MON) abandonou com problemas no motor, quando estava na 12ª posição e Sebastian Vettel (ALE), que largou em 11º, fez apenas uma parada, terminando na 7ª colocação.

Com os resultados da prova, a liderança do mundial de pilotos segue com Lewis Hamilton, que soma 132 pontos, seguido pelo vice-líder Max Verstappen (95 pontos) e Valtteri Bottas, que conta com 89 pontos.

Já no Mundial de Construtores, a Mercedes (ALE) ampliou ainda mais a sua vantagem, liderando com 221 pontos, contra 135 pontos da Red Bull (AUT). Em terceiro, está a Racing Point (ING), que soma 63 pontos.

A Fórmula 1 retorna no dia 30 de agosto, com o GP da Bélgica, a ser disputado no circuito de Spa-Francorchamps. Será a 7ª etapa da temporada 2020.