Sinal Verde: Mais novidades na Fórmula 1

Na última sexta-feira (24), a Fórmula 1 anunciou o que já era especulado: o cancelamento do GP do Brasil da temporada 2020, devido a pandemia do novo coronavírus. A organização da categoria máxima do automobilismo mundial também confirmou o cancelamento das etapas dos EUA, México e do Canadá.

GP do Brasil corre os risco de também não figurar na temporada 2011 (Foto: Sebastião Moreira/EFE)

A medida levou em consideração a atual situação dos países mencionados em relação aos números de casos ativos de Covid-19. Com isso, será a primeira vez desde 1973 que uma temporada de Fórmula 1 não contará com o GP do Brasil, que ainda corre o risco de não fazer parte do calendário de 2021, uma vez que a prova ainda não teve o seu contrato renovado.

Na oportunidade em que a organização da categoria confirmou o cancelamento das etapas americanas, foram anunciados os retornos de Nurburgring (pista alemã que sediará o GP de Eifel), de Portugal (circuito de Portimão, no Algarve) e Ímola, que abrigará o GP da Emilia-Romagna.

Fora do calendário da Fórmula 1 desde 2013, Nurgurgring receberá a 11ª etapa da temporada 2020, no dia 11 de outubro. Já Portugal, que não sedia uma corrida na categoria desde 1996, será a 12ª corrida do ano, em 25 de outubro. Ímola, fora da Fórmula 1 desde 2006, abrigará a 13ª etapa da temporada, no dia 1 de novembro.

O local (circuito Enzo e Dino Ferrari) traz péssimas recordações para o automobilismo brasileiro e mundial. Foi ali que, no dia 1º de maio de 1994, o tricampeão mundial Ayrton Senna morreu após se acidentar na curva Tamburello, durante o GP de San Marino. Um dia antes, o austríaco Roland Ratzenberger também faleceu em acidente durante os treinos de classificação.

Com 13 etapas confirmadas (três já realizadas), a Fórmula 1 deve anunciar nas próximas semanas pelo menos mais duas corridas, uma vez que a organização sinaliza que o ideal é a realização de pelo menos 15 GPs em 2020.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *