Sinal Verde: Mais um adiamento

Após o cancelamento dos GPs da Austrália e o de Mônaco e o adiamento das etapas do Bahrein, Vietnã, China, Holanda, Espanha e Azerbaijão, nesta semana a Fórmula 1 anunciou também que o GP do Canadá será remarcado.

Prevista para ocorrer originalmente no dia 14 de junho, a etapa canadense ainda não tem uma nova data definida. Com a decisão, a abertura da temporada deverá ocorrer em 28 de junho, na França.

Chefe da Ferrari Mattia Binotto (Foto: Maxim Shemetov/Reuters)

Os organizadores da prova, em comunicado, enfatizaram. “Seguimos as diretrizes divulgadas pelas autoridades sanitárias como um resultado direto da pandemia do Covid-19 e seguimos os conselhos das autoridades. Nossos pensamentos e sinceros agradecimentos vão aos homens e mulheres que trabalham incessantemente para nos manter saudáveis, seguros e alimentados nesse período de incertezas”.

Apesar da abertura estar prevista para o final de junho, o chefe da Ferrari Mattia Binotto acredita que a temporada só começará de fato no mês seguinte. “Acredito que teremos uma ideia melhor no final de maio acerca de quando poderemos voltar a correr”, disse ao canal britânico Sky Sports.

Caso a previsão de Binotto se confirme, o GP da França seria adiado e a abertura ocorreria então na Áustria, no dia 5 de julho. No mesmo mês ainda, está marcado o GP da Grã-Bretanha, em Silverstone, na Inglaterra. Aguardemos as “cenas dos próximos capítulos” e vamos em frente!