Sinal Verde: Renovação de Verstappen

Terceira colocada no mundial de construtores da temporada 2019, a Red Bull anunciou na última semana, a renovação de contrato do piloto holandês Max Verstappen, até 2023.

O anunciou colocou um fim às especulações de que o jovem de 22 anos poderia se transferir para a Mercedes em 2021, tanto para o lugar de Valtteri Bottas (FIN), quanto do hexacampeão mundial Lewis Hamilton (ING), que estaria de “namoro” com a Ferrari.

Foto: Andrej Isakovic/AFP/F1Mania

Verstappen, que terminou 2019 na terceira colocação do mundial, estreou na Fórmula 1 no ano de 2015, se tornando o mais jovem piloto a disputar um GP da categoria (aos 17 anos e 166 dias). Desde então, disputou 101 provas, vencendo 8 delas, além de anotar 2 pole-positions.

Tendo resultados importantes com um equipamento considero inferior ao das principais rivais Mercedes e Ferrari, Max ambiciona. “Eu quero vencer com a Red Bull e nosso objetivo é lutar pelo título mundial juntos”, declarou por meio da assessoria da equipe austríaca.

Max é filho de Jos Verstappen (HOL), que atuou na Fórmula entre os anos de 1994 e 1998, 2000 e 2001 e posteriormente em 2003, correndo pelas equipes Benetton, Simtek, Footwork, Tyrrell, Stewart, Arrows e Minardi, tendo como melhores resultados dois pódios (terceiro lugar nos GPs da Bélgica e da Hungria), ambos em 1994, pela Benetton.