Sinal Verde: Vitória de Verstappen em Mônaco

Neste domingo (23), ao vencer o GP de Mônaco de Fórmula 1, Max Verstappen (HOL), da Red Bull chegou pela primeira vez em sua carreira, na liderança de uma temporada da categoria máxima do automobilismo mundial.

Largando da segunda posição, Max assumiu a liderança da corrida logo na largada, já que o pole position, Charles Leclerc (MON), da Ferrari, sequer largou, uma vez que após garantir a posição de honra na qualificação, acabou batendo seu carro, que sofreu grandes avarias para a prova.

Verstappen, teve uma corrida tranquila, não sendo ameaçado em nenhum momento. Nem pela  forte Mercedes que teve um final de semana para esquecer. Sem conseguir um melhor acerto e sem ritmo, o heptacampeão mundial Lewis Hamilton (ING) largou em sétimo, mesma posição em que completou o GP.

Pela primeira vez em sua carreira, Max lidera o mundial (Foto: Bryn Lennon/Reuters)

Companheiro de equipe de Hamilton, Valtteri Bottas (FIN) ficou durante a primeira perna de corrida na segunda posição, porém não chegou a ameaçar Verstappen. Se tinha alguma chance após a parada nos boxes, as mesmas terminaram ali, já que na troca dos pneus, hora porca travou, forçando seu abandono da prova.

O pódio foi completado pelo espanhol Carlos Sainz (Ferrari) e o inglês Lando Norris (McLaren) e com o resultado, depois de oito anos, a Red Bull voltou a liderar uma temporada da Fórmula 1.

Após a etapa monegasca, a classificação da temporada ficou da seguinte forma: no mundial de pilotos Verstappen lidera com 105 pontos, contra 101 de Hamilton e 56 pontos de Lando Norris. Já no mundial de construtores, a liderança é da Red Bull (AUT), com 149 pontos, contra 148 da Mercedes (ALE). A terceira colocação é da McLaren (ING), com 80 pontos.

A temporada 2021 da Fórmula 1 retorna no dia 6 de junho, com o GP do Azerbaijão, no circuito de rua de Bacu.

Foto – Gonzalo Fuentes/Reuters