Trabalhos legislativos de 2021 têm início com sessão tranquila e sem projetos

Respeitando o distanciamento e usando máscaras, vereadores iniciaram os trabalhos legislativos de 2021 (Foto: André Roedel)

Os trabalhos da 19ª legislatura da Câmara Municipal de Vereadores de Itu tiveram início na última quinta-feira (04), com a 1ª sessão ordinária de 2021. A sessão teve a data deslocada porque na última terça-feira (02) foi feriado municipal em celebração ao aniversário de 411 anos da cidade. Também marcou a reabertura do Plenário Luiz Guido ao público que, por enquanto, tem seu acesso limitado a 40% da capacidade, sendo obrigatório o uso de máscara e respeito às marcações de distanciamento social.

 Sob a presidência de Thiago Gonçales (PL), o primeiro dia de sessão foi tranquilo, sem discussões e nem projetos em pauta – que foi limpa no final do ano passado. A reunião durou menos de duas horas e contou mais com leitura do expediente pela 1ª secretária Célia Rocha (PL) do que discursos.

O primeiro vereador a fazer uso da palavra foi Luisinho Silveira (MDB), que fez a leitura bíblica. Logo em seguida, houve um minuto de silêncio em tributo aos falecimentos de pessoas importantes da sociedade, como o professor Alcides Scalet – a pedido do vereador Dr. José Galvão (DEM). A sessão também contou com a volta da execução do Hino de Itu (com uma versão diferente da tradicional, musicada, que não agradou) após meses de ausência.

Durante o expediente, em que são lidas as correspondências recebidas e indicações, além de votadas as moções, foi aprovado por unanimidade um requerimento de Galvão, solicitando informações referentes à retomada das aulas e atividades presenciais no contexto da pandemia de Covid-19 na Rede Pública Municipal de Ensino. Também foi confirmada a indicação de Mané da Saúde (PDT) como líder do prefeito Guilherme Gazzola (PL) na Câmara.

O secretário de Governo e ex-presidente da Câmara Ricardo Giordani e o secretário adjunto da pasta, o ex-vereador Henrique de Paula, participaram da sessão. Segundo apurado, a presença de ambos será algo constante, estreitando o contato entre Executivo e Legislativo.

Após a leitura do expediente, a presidência colocou a palavra em tema livre, mas, dos novos edis, apenas Luisinho Silveira fez uso. Aliás, os vereadores “de primeira viagem” ainda estão entendendo os trâmites da Câmara, por isso demonstraram certo nervosismo. Enquanto isso, os parlamentares reeleitos estavam mais à vontade.

Normino da Rádio (Cidadania) e Galvão foram os que mais usaram a palavra livre. O presidente Thiago Gonçales e a vereadora Maria do Carmo Piunti (PSC) também falaram brevemente. A próxima sessão volta para o dia habitual, terça-feira (09), a partir das 16h, com transmissão pela TV Câmara no YouTube.

Palavra livre

Luisinho Silveira foi o primeiro a falar. Ele disse que, percorrendo as ruas, tem percebido que a população está contente com os trabalhos realizados pela Prefeitura, mas também fez indicações para melhorias. O vereador também parabenizou o Periscópio pelo suplemento especial de aniversário da cidade, que circulou na última terça. Luisinho trabalhou no JP, onde teve seu primeiro registro em carteira.

Em seguida, Maria do Carmo Piunti parabenizou o Sindicato Rural de Itu que vem fornecendo testes de Covid-19 gratuitamente para a população de Itu. A vereadora também comentou que vem recebendo diversas denúncias sobre superlotação na UPA do bairro Nossa Senhora Aparecida. “Está um problema muito sério”, afirmou. Ela pedirá uma reunião com a secretária de Saúde, Janaina Guerino de Camargo.

Em aparte, o líder Mané da Saúde deu razão à Maria do Carmo, mas explicou que, com a abertura do pronto-atendimento para Covid-19 e a transformação de dois postos de saúde em exclusivos para atendimento da doença causada pelo novo coronavírus, a tendência é a situação melhor.

Já Galvão desejou um feliz mandato a todos e também relatou ter recebido reclamações sobre o atendimento da UPA e também do PAM da Vila Martins. Ele ainda falou sobre a importância da oposição e recordou a indicação feita por ele para a separação de atendimentos de pacientes com suspeita de Covid-19.

O presidente Thiago, por sua vez, informou que o vereador não tem poder de conseguir vagas em escolas de tempo integral, mas que têm a obrigação de fiscalizar. Ele também enalteceu a gestão Gazzola por ter iniciado o projeto da Rede Saber, que hoje já conta com cerca de 2 mil vagas.

Normino da Rádio foi o último a falar na palavra livre. Ele reafirmou alguns compromissos de seu mandato e comentou sobre a decisão tomada pelo Congresso da Argentina, que aprovou lei em dezembro que legalizou o aborto no país. O vereador também celebrou os 33 anos de existência do bairro Cidade Nova, prestando homenagens.

Um comentário em “Trabalhos legislativos de 2021 têm início com sessão tranquila e sem projetos

  • 11/02/2021 em 22:05
    Permalink

    Com exceção de 2 ou 3 o resto pode ser classificado baba ovos do GG.
    A população está contente com Gazzola?!
    Piada de um puxa saco.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *