Tudo fica melhor com café

Tudo fica melhor com café

De coador ou de máquina, com leite ou até creme, quente e frio (sim!)… Um cafezinho sempre é uma boa pedida, ainda mais hoje, que é o Dia Mundial dessa iguaria

Beatriz Pires

Quem é que não gosta de um cafezinho? São poucas pessoas que conseguem resistir a esse sabor tão brasileiro. E é claro que a bebida produzida a partir dos grãos torrados do fruto do cafeeiro tem um dia próprio: 14 de abril. A data simboliza o início da colheita em grande parte das regiões cafeeiras do país. Para comemorar, nada melhor do que conhecer a origem da bebida.

Pesquisadores acreditam que o cafeeiro – um arbusto de onde colhe-se as sementes para preparar o café –, seja originário da Etiópia, um dos países mais antigos do mundo, localizado no continente africano. Depois de ser difundido para vários países da África e Ásia, o café finalmente chegou ao Brasil no ano de 1727, trazido da Guiana Francesa.

O cafeeiro é cultivado em grande escala em países tropicais. O Brasil se tornou o maior produtor e exportador mundial de café, sendo o estado de Minas Gerais o lugar com maior produção, com 26,6 milhões de sacas de acordo com informações da Pesquisa Agrícola Municipal (PAM), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O Brasil, além de produzir, é um grande consumidor de café. São 20 milhões de sacas de café, o que equivale a 173 bilhões de xícaras de café, segundo a Associação Brasileira da Indústria de Café (ABIC).

 

Mitos e verdades sobre o café: 

O café coado tem mais sabor que o espresso

Mito. Quando o café é preparado resultando o espresso, o sabor fica mais forte que o coado, por causa da forma que é feita a bebida – o pó é prensado no filtro. Por outro lado, o gosto do café coado permanece acentuado por mais tempo que o espresso, que é recomendável que seja ingerido logo após o seu preparo.

Café tira o sono

Verdade. O café possui a cafeína, que age como um estimulante no cérebro, dificultando o sono e combatendo a fadiga, o que faz com que o consumidor da bebida se atente mais nas suas atividades – por um tempo determinado. Isso muda de pessoa para pessoa, por causa do sistema nervoso de cada um e como ele reage a essa substância. Para os que sofrem de insônia, o café não é necessariamente o causador da falta de sono, já que tem um efeito passageiro de duas horas, mais ou menos.

Cafeína em excesso faz mal

Verdade. Tudo que ingerimos em excesso não faz bem para a nossa saúde. Isso não é diferente com o café. Segundo periódico científico da Food and Chemical Toxicology, a quantidade máxima de consumo de cafeína por dia é de 400 ml, ou três xícaras de 150 ml por dia.

Café dá dor de cabeça

Mito. A cafeína é uma substância presente em diversos medicamentos que combatem a dor de cabeça. Se a bebida causa dor de cabeça em algumas pessoas, isso pode acontecer porque seu sistema nervoso já é hiperativo e a cafeína pode reforçar isso.

Crianças podem tomar café

Depende da idade. O café é uma bebida que pode dificultar a absorção de algumas substâncias importantes para uma criança em crescimento. É recomendado que antes dos seis anos de idade, a criança não consuma a bebida. Depois disso, ela pode ser até apresentada para os pequenos, mas com muita moderação.

Variedades de bebidas feitas com café

Além do famoso cafezinho preto – o mais conhecido –, há diversas maneiras diferentes de provar essa bebida. As opções variam desde o “pingado”, café servido com maior quantidade de leite, até o “macchiato”, que contém leite condensado.

  • Café com leite

    Café com leite: muito conhecido, trata-se do café filtrado com leite aquecido ou fervido. Também pode apresentar-se como café expresso com leite vaporizado e uma fina camada de espuma de leite;

  • Mocha ou Mocaccino: mais elaborado, essa bebida conta com uma calda de chocolate, leite vaporizado, espuma de leite e uma dose de expresso. A mistura pode ser tri-fásica ou uma mistura de café com a calda de chocolate com a crema do leite por cima;
  • Cappuccino: o verdadeiro cappuccino apresenta 1/3 de expresso, 1/3 de leite vaporizado e 1/3 de espuma de leite. A espuma do cappuccino deve ser densa e cremosa, com temperatura de no máximo 60º para se tomar em goles. No Brasil, há o hábito de acrescentar canela ou chocolate;
  • Café italiano: compreende em 1/3 de café expresso, 1/3 de leite vaporizado e 1/3 de espuma de leite;
  • Latte ou média: café expresso com leite vaporizado e uma fina camada de espuma. Sua textura deve ser um pouco menos cremosa que o cappuccino;
  • Macchiato: geralmente é servido na xícara de expresso e consiste em um expresso “manchado” com a crema do leite. No Brasil, é conhecido também como “café com espuminha”. Muitos preferem tomar essa bebida, pois a crema do leite quebra um pouco o sabor intenso do expresso.

 

Sete benefícios do café

O café não é apenas uma bebida saborosa, é também um grande aliado da saúde quando consumido em doses equilibradas. Confira alguns benefícios.

  • Previne o câncer
  • Alivia o estresse
  • Rejuvenesce
  • Melhora a concentração
  • Estimula a digestão
  • Auxilia contra a depressão
  • Faz bem ao coração

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *