Carro pega fogo em oficina no São Luiz e causa incêndio

Por André Roedel

Curto-circuito na bateria de um Citroën Xsara Picasso teria causado o incêndio na oficina (Foto: André Roedel)

Um incêndio ocorreu na hora do almoço desta quinta-feira (20) em uma oficina mecânica na Avenida Paulo Eduardo Xavier de Toledo, a principal do bairro São Luiz. O susto foi grande, pois era horário de entrada e saída da E.E. “Rogério Lázaro Toccheton”, e o movimento era intenso. Porém, o prejuízo foi apenas material.

O incêndio começou por volta do meio-dia, explica o mecânico Ednaldo de Lima Machado, 46 anos. “Nós saímos para almoçar, pedi para o meu filho colocar a bateria para carregar. O carro é um Citroën Xsara Picasso, e a bateria dele vai embaixo do banco. Acredito eu que na hora, conforme ele colocou, aquilo foi entortando e ‘fechou curto’. Na hora que eu vi estava pouco fogo, daí eu peguei o extintor da oficina e tentei apagar”, conta o proprietário do estabelecimento.

Ednaldo tentou descer o carro do macaco enquanto chamava o Corpo de Bombeiros, mas o fogo aumentou. “Até o Bombeiro chegar, pegou fogo no carro todo”, diz ele. Outros carros que estavam na oficina acabaram sendo afetados. “De sete a oito carros que tem lá dentro da oficina que queimaram”, conta. O mecânico teve algumas escoriações no braço esquerdo ao tentar impedir o avanço das chamas no restante do galpão.

A reportagem do JP chegou ao local praticamente junto com a equipe do Corpo de Bombeiros, aproximadamente às 12h30. Também participaram da ocorrência a Polícia Militar e a Guarda Civil Municipal, na contenção do quarteirão. A CIS – Companhia Ituana de Saneamento apoiou com caminhões-pipa. Os trabalhos de contenção e rescaldo duraram cerca de 1h30 ao todo, com a liberação da pista ao tráfego às 14h. Os estabelecimentos vizinhos não foram atingidos.

Bombeiros que atenderam a ocorrência informaram que o tempo entre o chamado via telefone e a chegada das viaturas no local foi de quatro minutos. Cerca de 12 mil litros de água foram usados para conter o fogo em 15 minutos. A brigada ainda utilizou espuma para abafamento. A temperatura do local chegou aos 500º C e as estruturas metálica e de alvenaria foram comprometidas. O local foi interditado pela Defesa Civil, que irá avaliar a situação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *