Projeto Mucky, em Itu, acolhe saguis resgatados em operação ambiental

Saguis que era comercializados ilegalmente foram atendidos pela equipe do Mucky / Foto – Reprodução

Na última segunda-feira (11), uma operação conjunta das polícias Civil e Ambiental resultou na apreensão de 68 saguis em Osasco, na Grande São Paulo. Os animais, trazidos da Bahia, foram encontrados em uma residência e três pessoas responderão em liberdade por maus tratos e comércio ilegal, além de receberem multa de R$ 2 milhões. Cabe recurso da multa.

Os filhotes, que têm entre 10 dias e três meses de vida, eram comercializados por R$ 100 cada. Além dos saguis, também foram apreendidas cerca de 120 aves, 20 das quais morreram ainda na delegacia. Os animais estavam trancados “de maneira precária em dois compartimentos minúsculos, sem água ou alimentos”, informou a Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo.

Estabelecido em uma área de 20 mil m² em Itu, o Projeto Mucky – órgão de utilidade pública que, desde 1985, beneficia primatas de diversas espécies – recebeu das polícias o pedido de socorro para ajudar os 68 saguis. Prontamente, os membros da entidade foram até Osasco resgatar os animais.

E o que eles encontraram foi “um cenário de terror e desolação”. “Por entre as frestas dos caixotes os olhares assustados pediam socorro e expressavam a dor de não entenderem por que estavam ali”, relataram os representantes do Projeto Mucky na página oficial no Facebook.

Todos os 68 filhotes receberam alimentação, soro e foram transferidos para recintos secos, limpos e aquecidos, em uma operação que mobilizou cerca de dez pessoas e durou cinco horas até que todos os primatas fossem socorridos. Até o momento, todos os filhotes estão vivos.

Agora, porém, o Mucky pede apoio para mantê-los a salvo em meio aos outros mais de 200 macacos que são protegidos pela entidade. São três formas de ajudar: apoio financeiro para contratação emergencial de mais cinco cuidadores para reforçar a equipe; parceiros (ONGs e associações) que possam receber pequenos grupos de saguis, sob acompanhamento e orientação técnica do projeto; e mobilização contínua da sociedade para que esses crimes passem a ser punidos com rigor.

Para contribuir financeiramente, o Mucky disponibiliza os dados da conta corrente: Banco Itaú, Ag. 0796, CNPJ 01.943.493/0001-66, C/C 60400-7. Mais informações sobre a entidade podem ser obtidas pelo e-mail contato@projetomucky.org.br ou pelo site www.projetomucky.org.br.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *