Indivíduo é preso suspeito de atirar explosivo em residência de GCM

Um indivíduo suspeito de atirar um artefato explosivo na residência de um Guarda Civil Municipal de 43 anos, no bairro São Judas Tadeu, foi preso na noite de 12 de junho.

De acordo com informações registradas e boletim de ocorrência, o GCM, que se encontrava no trabalho, recebeu um telefonema de sua esposa por volta das 19h40 a respeito de um indivíduo desconhecido que havia passado em frente à residência do casal e arremessado um artefato explosivo para o interior do imóvel, que caiu no quintal ao lado da parede da sala, ocorrendo assim uma grande explosão.

Após a ligação, o GCM manteve contato com viaturas da guarnição, que se dirigiram até sua casa, constatando o ocorrido e verificando o artefato explosivo, que foi apreendido, com o local sendo preservado primeiramente para a realização de perícia.

Já no Plantão Policial da Delegacia Central para a elaboração do boletim de ocorrência, ao ser questionado se fazia ideia de quem poderia ser o autor do ato, bem como a motivação, o Guarda Civil Municipal disse acreditar que a ação tenha se dado devido em represálias por ações policiais intensificadas no bairro em que mora.

Pouco tempo depois da ação, a GCM localizou o suspeito, dando voz de prisão, e o conduzindo ao Plantão Policial da Delegacia Central, onde ele permaneceu à disposição da Justiça. A motivação do ato segue desconhecida, com a Polícia Civil prosseguindo com a investigação do caso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *