Homem mata mulher a tiros no Jardim Aeroporto, em Itu

Ambulâncias do SAMU foram acionadas, mas a vítima não resistiu aos ferimentos (Foto: Divulgação)

Na manhã do último sábado (30/03), Paulo Sérgio Pereira Silva, de 51 anos, matou a tiros a esposa, Maria Roseli Pedro Silva, de 58 anos, e tirou a própria vida na sequência, em um prédio situado na Rua Benevenuto Vieira, no Jardim Aeroporto, em Itu.

De acordo com informações registradas em boletim de ocorrência, a Polícia Militar foi acionada para atender ao caso e, ao chegar no endereço indicado, encontrou em um apartamento situado no 3° andar do prédio residencial Maria Roseli caída ao chão, com ferimento na região frontal da cabeça, e na porta do apartamento também caído estava Paulo Sérgio, com um ferimento na região lateral da cabeça.

Ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foram acionadas, mas ambos já estavam mortos e os ferimentos que o casal apresentava foram provocados por disparos de arma de fogo. Ao lado do corpo de Paulo Sérgio, foi localizada uma arma de fogo calibre .32, que teria sido utilizada por ele para matar a esposa e em seguida tirar a sua própria vida. Além de arma de fogo, foram encontrados três cartuchos deflagrados e oito íntegros.

 Além da Polícia Militar, estiveram presentes na ocorrência a Guarda Civil Municipal e a Polícia Científica de Sorocaba. Os corpos foram encaminhados à Santa Casa de Misericórdia de Itu e posteriormente levados ao Instituto Médico Legal (IML) de Sorocaba.

Um boletim de ocorrência foi registrado no Plantão Policial da Delegacia Central e as motivações do crime são investigadas pela Polícia Civil. A arma de fogo que teria sido utilizada por Paulo Sérgio foi apreendida pelas autoridades policiais.

Feminicídio em alta

Conforme noticiado pelo JP na edição passada, o número de feminicídios – que é o assassinato de uma mulher cometido por razões da condição de sexo feminino – aumentou no primeiro trimestre do ano. Somente em março, dois casos foram registrados (incluindo o deste sábado), além de tentativas.

Neste mais recente caso, a vítima tinha uma medida protetiva contra o homem, mas foi ao apartamento dele buscar seus pertences. Maria Roseli estava casada com Paulo Sérgio por 20 anos, mas pediu o divórcio. Recentemente, o homem teria quebrado os vidros do carro da mulher, que acionou a polícia.

Em depoimento nas redes sociais, a filha de Maria Roseli relatou a tristeza após o ocorrido e o descaso na atenção à violência contra a mulher. “Na semana passada, quando ele destruiu os vidros do seu veículo por não aceitar o fim do relacionamento, ela ligou, pediu ajuda às autoridades, e nenhuma apareceu no local. Pediu por socorro, mas nenhum vizinho quis sair pra fora, porque na cabeça deles ‘briga de casal não se mete a colher’”, escreveu.

 A jovem também relatou que o crime teria acontecido diante do cunhado, que ajudaria Maria Roseli na mudança, e do sobrinho de apenas sete anos de idade. “Foi tão rápido que meu cunhado não conseguiu sair do lugar, perdeu o chão naquele momento, pois ali ele se deparou com a pior cena de sua vida, sua sogra morta na sua frente e na frente de seu filho”, relatou.

A Igreja Apostólica Amando Vidas Gerando Famílias, a qual Maria Roseli fazia parte, lamentou o ocorrido e publicou nas redes sociais uma mensagem de luto. “Sua fé inabalável e amor por Deus continuarão a inspirar-nos. Descanse em paz”, escreveu.

Um comentário em “Homem mata mulher a tiros no Jardim Aeroporto, em Itu

  • 30/03/2024 em 17:03
    Permalink

    Até quando as mulheres vão ser assassinada por covardes dependentes, que acha que não se pode viver feliz um loge do outro, que todos nós temos direito de refazermos nossas vidas sozinhas ou com um novo parceiro, se não deu certo bola pra frente sejamos felizes pra quem realmente nos merece assim seja.

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *