Espaço “Almeida Júnior” retoma grandeza e valoriza patrimônio histórico da cidade

O secretário estadual Roberto de Lucena e o prefeito Guilherme Gazzola, junto às demais autoridades, no descerramento da placa inaugural (Foto: Juca Ferreira/Prefeitura de Itu)

Mais uma joia do patrimônio histórico e arquitetônico de Itu foi restaurada pela Prefeitura e devolvida à população como presente pelos 414 anos do município. O Espaço “Almeida Júnior”, localizado no coração da cidade, na rua Paula Souza, foi reinaugurado nesta sexta-feira (02). A cerimônia contou com a presença do secretário de Estado de Turismo e Viagens, Roberto de Lucena, que foi recepcionado pelo prefeito Guilherme Gazzola (PP) e demais autoridades.

Em seu discurso, o secretário estadual elogiou as ações realizadas pela administração de Itu em relação ao Turismo e preservação patrimonial, lembrando-se da importância histórica da cidade. Roberto de Lucena também transmitiu os parabéns do governador Tarcísio de Freitas para o município em decorrência de seu aniversário.

O prefeito Gazzola destacou a importância deste restauro, não apenas no aspecto patrimonial, mas também quanto à memória do povo ituano, sendo que o prédio abrigou no passado o Grupo Escolar “Cesário Motta”, presente até hoje na lembrança de muitos cidadãos. Guilherme fez um retrospecto das realizações de seu governo neste sentido, citando o Mercado Municipal, a Escola Convenção e o Centro Ituano de Letras e Artes (antigo Velório).

Com um investimento de aproximadamente R$7,9 milhões, obtidos pela Prefeitura de Itu através do Dade (Departamento de Apoio ao Desenvolvimento dos Municípios Turísticos) do Governo Estadual, o imóvel centenário do Espaço Almeida Júnior necessitou receber limpeza, desinfecção, descupinização, antes do restauro ser propriamente iniciado, em razão do descaso e descuido herdado de gestões passadas, que não cumpriram com o dever de manter o patrimônio em boas condições.

Graças à atual administração do município, que se empenhou na elaboração do projeto e na obtenção de recursos para executá-lo, o restauro do Espaço “Almeida Júnior” abrangeu itens como portas e janelas de madeiras, forro de madeira, paredes de taipa, escadas de madeiras e dos guarda corpos metálicos, piso e assoalho.

O restauro, que durou cerca de 10 meses, recuperou a grandeza do casarão do final do século XIX, localizado na rua mais antiga do Centro Histórico, bem próximo do local onde a ocupação urbana de Itu começou.

As obras também propiciaram a pintura da alvenaria externa e interna, colocação de vidros, instalação de elevador para acessibilidade, execução de banheiros masculino, feminino e PNE, novas instalações elétricas, incluindo dispositivo contra incêndio e novas instalações hidráulicas, reforma do telhado e da rede de águas pluviais.

A riqueza arquitetônica do imponente prédio reúne uma série de técnicas de construção, devido às intervenções executadas ao longo dos anos, como taipa Pombalina, Taipa de Mão e encamisamento de tijolos

Este era o último prédio no Centro Histórico, de propriedade da Prefeitura de Itu, que faltava ser restaurado, concluindo assim a série iniciada com o Mercado Municipal, a Escola Convenção e o Centro Ituano de Letras e Artes. O governo local também pretende entregar, ainda neste semestre, o restauro do Cruzeiro São Francisco, que configura uma das intervenções mais complexas e delicadas já realizadas no âmbito da preservação patrimonial em Itu.

A história do local conta que de 1874 até a década de 1970 o edifício abrigou o primeiro grupo escolar da cidade, “Dr. Cesário Motta”, sendo esta uma das maiores recordações de muitos ituanos. O edifício possui grande importância para o estado de São Paulo sendo, por isso, tombado pelo Condephaat (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico, Arqueológico e Turístico do Estado de São Paulo).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *